5 maneiras de ver que você tomou a decisão errada

Quem aqui nunca tomou uma decisão errada na vida né? Às vezes (bem às vezes) essas decisões erradas, no fim, dão em algo bom. A grande maioria das decisões erradas que fazemos ao longo da vida, atrapalha nosso caminho com alguma coisa negativa.

Posso citar as várias vezes onde eu sabia que eu estava realmente infeliz em certas situações, mas continuava negando sobre isso. No momento em que eu decidi ser honesta comigo mesma, ficou claro que eu me prendi por muito tempo. E tenho certeza que muitos aqui podem se identificar com isso.

Vivemos caindo no hábito e na rotina de perder a consciência de como uma decisão tem impactos emocional e mental. Se você é assim como eu, então pode até ter sucesso de convencer a si mesma que a decisão não é totalmente ruim, que poderia ser pior, ou você começa a olhar para o conforto em outras coisas. Até se tornar um ciclo vicioso de racionalização e validação.

A decisão errada se tornou muito real na minha vida e reconheço que podemos nos sentir até sozinhas nesses momentos. Especialmente quando parece que o mundo todo está contra você.

1. Preocupação com os sentimentos

Eu não sabia o que significava “ansiedade” até que eu experimentei pela primeira vez no 1º período da faculdade. Acontece que os sintomas podem ser tanto físicos como psicológicos, que vão desde falta de ar até inquietação e chances de se irritar mais fácil. Qualquer que seja a ansiedade que você possa estar sentindo, é hora de agir! Se tornar intenso e persistente, começar a bater de frente com suas tarefas diárias, até descobrir e eliminar o que te incomoda. Não ignore os sintomas.

2. Evitação

Você está evitando alguma coisa? Tipo se no seu trabalho, você talvez tenha ficado “doente” só pra ter seus dias de folga. Se é uma pessoa (talvez o seu chefe ou qualquer outra coisa), você começa se esquivando, se mantendo ocupado com outras tarefas. Independentemente do que você está tentando evitar, presta atenção em como muitas vezes você está tentando evitar.

3. Sem sonhos ou preenchendo o vazio

Todos somos sonhadores. Alguns até mais do que os outros. Eu sei que eu sou, sem dúvida, uma sonhadora e muitas vezes fico fazendo meus planos futuros. Quando essas visões aparecem repetidas vezes sem que alguém ou algo tenha uma razão para isso, indica que provavelmente seja seu desejo de mudança ou até mesmo partir para o plano de ação desses planos.

4. Efeitos físicos negativos

Quando algo começa a causar muito estresse na sua vida, isso rasteja para cima de você fisicamente. Você pode se sentir mais cansado do que o normal ou até mesmo dormir demais. Seu apetite pode começar a mudar, causando ganho de peso ou perda inesperados. Quando os efeitos se tornam físicos, não é apenas uma punição do seu corpo contra você. Nunca tenha medo de mudar o rumo para o bem da sua saúde.

5. Questionar aos outros que você confia

Tem que seguir esse ponto com cuidado, porque sabemos que pode ser prejudicial ouvir todos ao nosso redor. Eu limito meu círculo de confiança e eu aprendi que, nesse círculo de confiança, muitas vezes reconheço quando minhas ações não se alinham com os meus valores e minhas crenças – especialmente quando eu estou confusa. Me permito chamar essas pessoas para conversar e “avaliar” a minha opinião com uma mente aberta.

Fazer uma mudança de vida drástica é sempre assustador, mas você tem que decidir o que é pior: a sua atual situação de infelicidade ou o desconhecido? Eu aprendi agora que eu vou quase sempre escolher o desconhecido mesmo. E vocês? Comentem aqui!

Thami Sgalbiero

Leonina, botafoguense, enrolada, confusa e distraída. Ama ver, ler e falar sobre moda (mesmo não sendo expert no assunto). Sonha em ser atriz, mas enquanto esse sonho não se realiza, fica apenas no blog mesmo.

32 thoughts on “5 maneiras de ver que você tomou a decisão errada

  1. Lívia Madeira

    ah quem nunca tomou alguma decisão errada, que se arrependeu etc, acho que o lance é msm ser consciente disso e tentar reparar o erro como for possível

    http://www.tofucolorido.com.br
    http://www.facebook.com/blogtofucolorido

    Responder

  2. Carol Doria

    Nossa que texto, parabéns.

    Já passei por todos esses 5 pontos e sempre, foi a decisão errada. Agora aprendi e quando começam a aparecer, já mudo totalmente pra não me arrepender depois.

    Vim pelo blog da Lulu e amei seu cantinho. Vou passar sempre por aqui.

    Beijos
    caroldoria.com

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      É, agora você já sabe os sinais pra poder mudar enquanto é tempo.

      Responder

  3. Tamara MR

    Obrigada por esse texto, Thami! Preciso aprender a respeitar meus limites e fazer com que minha decisão seja respeitada também. Por vezes é difícil mudar, mas é necessário escolher a mudança quando o cenário atual nos destrói!
    Parabéns pelo texto. Beijos
    Tamara
    https://tamaravilhosamente.blogspot.com.br/

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Se não está no seus melhores momentos, por que não mudar né? Mudar faz muito bem as vezes 🙂

      Responder

  4. Duane

    Bem tapão na cara esse post, hem? Adorei! Muitas vezes é difícil mesmo, é mais cômodo ficar em negação. Mas todo mundo erra, perceber que deu ruim é importante pra virar o jogo. A situação que mais ocorria comigo era isso de ficar preenchendo o vazio com realidades que só existiam na minha cabeça. Quando percebi isso (há bem pouco tempo), foi muito assustador, porém importante. Mudar isso é fácil? Não. Mas reconhecer é o primeiro passo, daí a importância do seu post. Obrigada, Thami!
    Beijos ♥

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Pior é quando você percebe que deu ruim e mesmo assim não muda nada pra sair dali, sabe? Isso já aconteceu muito comigo também, haha! Sim! Reconhecer é o primeiro passo.

      Responder

  5. Mariana Menezes

    Nossa Thami, adorei esse post! Por mais que seja difícil a gente sair da nossa zona de conforto, temos que sempre avaliar se aquilo realmente faz bem pra gente. Acho que na maioria das vezes que acontece algo do tipo é porque temos medo do novo, medo de arriscar. Acontece que se ficarmos parados no mesmo lugar nada vai mudar, né? O primeiro de tudo é saber o que tá errado, e daí sim tomar uma atitude.

    Amei muito <3

    Beijos!

    Letras na Gaveta

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Verdade. A maioria é o medo de arriscar, medo de dar errado de novo ou de ficar pior. Esse medo interno é que nos impede de vivenciar coisas novas e até (talvez) melhores. Atitude de mudar já é um passo grande.

      Responder

  6. Jaynara Lambert

    Acho que tomei várias decisões erradas na minha vida. Tenho quase tudo isso que você citou. Sou uma pessoa muito, mas muito ansiosa. Já evitei muitas coisas na minha vida, por medo mesmo. Tenho que aprender a desapegar do que não me faz bem.

    Beijos!!

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Sim, esse passo é bem importante: desapegar do que não te faz bem.

      Responder

  7. Leidiana Pereira

    Eu amei a postagem amiga, eu já tomei diversas decisões erradas e a maioria delas não teve conserto. Eu sentia todos os “sintomas”, enchia os ouvidos da minha mãe sobre minha atitude repetidas vezes, ficava triste, evitava ver certas pessoas envolvidas e ficava com muito baixo astral.
    Hoje, ainda bem que isso foi amenizado na minha vida. Penso muito mais antes de decidir.
    Beijos. ♥

    Diário da Lady

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      E as vezes é bom compartilhar com pessoas que você sente que gostam de você, é bom pra aliviar e ouvir a visão de quem tá por fora. Mesmo que a opinião machuque algumas vezes, é bom pra fazer você cair na realidade e mudar antes que seja tarde demais, sabe?

      Responder

  8. Camila Faria

    Eu já fiquei péssima de saúde uma época da minha vida ~ e uma das causas era uma decisão SUPER errada que eu estava sustentando. Sempre bom ficar de olho nesses sintomas e tentar mudar as coisas para melhor!

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Sim, é bom ficar de olho nos sinais pra poder mudar logo e ficar tudo bem.

      Responder

  9. Gabriela Dahmer Coitinho

    A melhor frase que li nos últimos tempos: antigos caminhos não abrem novas portas.

    Sobre o texto, eu super me identifico também. Ansiedade? Já nem sei o que é viver sem isso. Eu andava comendo muita besteira pois nem conseguia aguentar, o peito doía, eu estava emotiva mais do que o normal, irritadiça então? Dava nem pra falar muito comigo. Foi por isso que resolvi começar academia, pois eu precisava colocar toda essa coisa pra fora de algum jeito,e tem sido ótimo. Evitar coisas e pessoas é o que mais faço na vida, mas juro que to tentando mudar isso, ok? kkkk. Pelo menos me livrando. O item 1 se encaixa no item 4 também, que foi o motivo da academia. Já o item 5 eu não faço, não sou muito receptiva quanto a conselhos, por isso eu raramente consulto outras pessoas. Sei que é bem errado, mas eu sempre sei o que os outros vão me dizer, porém, não é o que preciso naquele momento, entende? Igual meus pais, eles me dão vários conselhos, só que não adianta, isso me deixa mais irritada. Sou daquelas pessoas que gosta de passar trabalho, que prefere errar e aprender sozinha, pois só consegue entender o significado de tudo dessa forma. Sei que isso me gera mil vezes mais sofrimentos, mas sempre foi assim, e só desta forma eu soube aprender as coisas. Eu confio na minha força, por mais que eu duvide as vezes, eu sei que não estaria aqui se não fosse, por isso não sou de consultar ninguém, não sou de dividir dores e problemas. É um tanto egoísta e estúpido, mas vivo melhor dessa forma.

    Beijos,
    Blog Gaby DahmerFanpage

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Sem bem o que é isso, a irritação e ansiedade atrapalhando tudo, as vezes você faz ou fala coisas que não queria por causa disso. O ruim é que quando a gente tá mal, escolhemos o pior para jogar os problemas né? Quando não é comida, é gastar dinheiro, hahaha! (Comigo foi assim por bastante tempo) 😛 Sei bem como é isso dos conselhos, também não curto muito, principalmente porque sei que a pessoa vai falar o certo e a sinceridade mesmo na cara, mas de alguma forma isso me deixa irritada e mesmo assim busco conselhos sabendo disso, hahaha! Também sou mais eficiente aprendendo com os meus próprios erros. Quem não é né?

      Responder

  10. Wanessa

    Os 5 fatos já aconteceram comigo. Algumas decisões erradas vieram pra me ensinar a não ser tão teimosa ou cabeça dura com isso.
    Gostei do post!
    bj http://diadebrilho.com

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      A gente acaba aprendendo com os erros né?

      Responder

  11. Emerson

    Parabéns pelo post e pelas dicas pra reconhecermos quando tomamos uma decisão errada. Acontece muito isso que você falou comigo, mas podemos resignificar as coisas e dar a volta por cima.

    Até mais,
    Emerson Garcia

    Estamos no hiatus de inverno, mas vocês podem conferir posts novos! Até o dia 05 de agosto!

    #jj #jovemjornalista #05deagosto #estreia #JJ2017B

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Isso. Dar a volta por cima,sempre!

      Responder

  12. Simone Benvindo

    Quase sempre busco o desconhecido. Mas depois que entrei na faculdade aprendi a não ter tanto medo de mudanças. Faz parte da vida e se algo está ruim é melhor mudar mesmo, nos sabotar não é a melhor opção e nem deveria ser uma. Mas as vezes a gente não enxerga isso, né? Ótimo post.

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Também depois que entrei na faculdade, descobri que não é bom ter medo, tem que arriscar mesmo. É difícil enxergar mesmo, por isso que é sempre bom lembrar de “limpar os olhos” para perceber quando o auto sabotamento está sendo feito, haha!

      Responder

  13. ray menezes

    Muito bom o post, Thami! Espero que ajude alguém que esteja precisando ler isso agora. Todo mundo já tomou pelo menos uma decisão errada na vida, né? Eu acho que sim. Pena que algumas decisões chegam a situações que podem nos deixar mais que mal. Tem caso em que é tão difícil perceber o mal que aquilo tá causando na vida que a pessoa fica presa naquilo sem saber o que tá acontecendo. Espero que pra todas nós essa percepção e coragem de se livrar cheguem sempre logo e sem tantos danos.

    Um beijo!
    Heeey, Maria! | Fanpage

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      SIM! Tem que ter coragem, atitude e rapidez pra mudar logo antes que piore. Porque quando mais a gente carrega com a barriga, pior vai ficando. Tipo uma bola de neve mesmo.

      Responder

  14. Lulu

    Olá Thami,
    Realmente a gente tem que observar os sintomas quando algo não nos satisfaz. Seja um curso de faculdade ou até mesmo um emprego. Se não nos traz felicidade, dificilmente você vai conseguir evoluir.
    Big Beijos,
    Lulu
    BLOG | YOU TUBE

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Exatamente, Lulu! Por isso que é bom mudar quando algo não te satisfaz, enquanto é tempo.

      Responder

  15. Thaiane e Thalita

    Gostamos do texto, somos bem ansiosas e pensamos muito antes de tomar qualquer decisão. Todos nós já tomamos decisões erradas, infelizmente algumas decisões podem nos fazer mal então temos que começar a observar e ver o que está nos fazendo mal e fazer de tudo para mudar essa situação!!

    beijos

    http://onlyinspirations.blogspot.com.br/

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      É, até porque é inevitável tomar uma decisão errada, acontece mesmo, só precisamos ficar atentas quando logo de cara descobrirmos isso, haha!

      Responder

  16. Tauani Cruz

    Gostei demais do post Thami.
    Infelizmente,precisamos passar por momentos assim para que possamos aprender depois sobre isso.Já me peguei muitas vezes, arrependida e me distanciando de pessoas que eu pensei que seriam legais a primeira vista, mas que depois só me fizeram mal, é muito triste, mas, necessário.
    Beijos, Tau

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Nossa, sim! Isso acontece muito comigo também. As pessoas enganam né?

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *