Depressão não é drama

Aproveitando que estamos em setembro, gostaria de compartilhar algumas palavrinhas. Depressão não é drama, falta do que fazer, vontade de chamar atenção, frescura, fraqueza ou falta de Deus. Então, em vez de julgar, pratique mais empatia.

A depressão é como uma porta escancaradamente aberta que, às vezes sem perceber, entram a insatisfação, infelicidade, vazio e solidão. Esses sentimentos só vão se juntando cada vez mais e mais, até que a pessoa simplesmente não aguenta e começa a pensar no suicídio. Mas sabe o que é pior? É que as vezes a pessoa está ali gritando “socorro” e ninguém escuta.

Estamos no mês da campanha Setembro Amarelo!

Resumo: tem o objetivo de alertar todo mundo a respeito da realidade do suicídio.

Aí vocês devem estar se perguntando “O que a depressão tem haver com suicídio?”, porque simplesmente a depressão é culpada em 40% dos casos de suicídio.

  • Pessoas que passam por essa situação, fingem um sorriso quando na verdade estão destruídas por dentro. Sabe por quê essas pessoas tentam esconder esses sentimentos? Porque todas já tentaram conversar com alguém, desabafar, falar o que realmente estava sentindo. Mas sabe o que receberam como resposta? “Vai ficar tudo bem”, “Isso vai passar” ou a pior “Para de drama”.
  • Nem todas as pessoas que passam por essa situação tem a aparência triste de solidão. Muitas vivem rodeadas de amigos, saem para se divertir, tem a família próxima e por isso todo mundo acha que a vida dessas pessoas são perfeitas. Na real ninguém sabe e nem quer saber o que de fato essa pessoa sente ou guarda no coração.
  • Essas pessoas costumam guardar tudo no coração. Todas as mágoas, decepções e principalmente palavras. Então, muitas sofrem caladas só pra não terem que ouvir que estão sendo dramáticas.

Às vezes tudo que essas pessoas querem é serem ouvidas. Se sentirem acolhidas. Ninguém tenta de fato entender o que se passa com uma pessoa que está diferente ou estranha. Preferem “deixar pra lá” por preguiça. Ou falam de qualquer jeito usando palavras grosseiras que só pioram a situação, pra no final justificarem como “Sou verdadeira, você sabe né?”. As palavras machucam mais do que uma porrada no corpo. Todo mundo sabe disso.

Não adianta você passar o ano todo falando que está perdendo a paciência com certo comportamento de certa pessoa e, chegar em setembro, ficar postando e falando coisas sobre o Setembro Amarelo. Pense no outro que está do seu lado pelo menos 1min todos os dias do ano. Pense em como essa pessoa se sente, se possível se coloque no lugar dessa pessoa. Em um minuto você pode descobrir como está o emocional da pessoa e é muito fácil fazer isso logo em algumas redes sociais.

Tudo bem. Nem todo mundo está preparado para lidar com essa situação em relação a outra pessoa. É difícil, é delicado, mas é necessário. Mesmo que você não tenha nada pra falar pra essa pessoa, conforte com um abraço sincero. Dizem estudos (da Universidade Eu Mesma) que um abraço sincero é uma demonstração de que você ouviu tudo o que a pessoa disse e está ali disponível para ela, mesmo que não tenha muito o que dizer naquele momento. 😛

Agora, falando com você que passa por uma dessas situações e pensamentos. Eu te entendo. Só quero te dizer uma coisa simples: desabafe. Se não achar ninguém pra te ouvir, pode vir falar comigo mandando um e-mail: thami@likeparadise.com.br 🙂

E se mesmo assim se sentir mal, se você estiver passando por uma fase delicada e precisa de alguma ajuda, ligue para 141 para conversar com um profissional!

Fontes: Pinterest, Iinterativa, Setembro Amarelo

Thami Sgalbiero

Leonina, botafoguense, enrolada, confusa e distraída. Ama ver, ler e falar sobre moda (mesmo não sendo expert no assunto). Sonha em ser atriz, mas enquanto esse sonho não se realiza, fica apenas no blog mesmo.

26 thoughts on “Depressão não é drama

  1. Marcela Miranda

    Ótimo post, de utilidade publica com certeza!
    Já tive conhecidos que sofriam de depressão e infelizmente se suicidaram, então, é muito importante entender a relação desses dois temas.
    Beijos,

    http://lesjoursdemarcela.blogspot.com.br/

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      É muito importante entender sobre o assunto pra poder ajudar quando você ver alguém meio pra baixo né?

      Responder

  2. Jaynara Archanjo

    Parabéns pela iniciativa Thami. As pessoas sempre acham que a depressam é bobeira, é draminha, mas não fazem ideia do que se passa no i terior de uma pessoas assim. Não fazem ideia do quanto é doloroso ter que sorrir quando o que se mais quer é chorar e chorar. E choram com motivo, não choram assim por nada. O choro é uma maneira de confortar a dor insuportável que sente no peito, uma dor sem sentido. E pensam em suícidio porque para eles é uma maneira de acabar de vez com essa dor, já que não conseguem mais suportar. Ter alguém com quem compartilhar tudo isso é extremamente importante, mas é preciso que a pessoa entenda a situação e não a julgue, não diga que é coisa de gente que não tem o que fazer, porque não é. Não é.

    http://www.boas-depapo.blogspot.com

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Obrigada, Jay! Sim, as pessoas quem pensam no suicídio é justamente por pensarem que isso pode acabar com essa dor. O pior é que muitas vezes tentam acabar com essa dor conversando com alguém, mas esse alguém não ouve e isso já volta pra uma dor mais intensa. O melhor nesse caso, de ser a pessoa ouvinte, é saber escutar e não julgar. Saber ajudar da forma certa, escolhendo as palavras certas. 😉

      Responder

  3. Monise Camargo

    Thami, que post lindo.
    Temos mesmo que nos atentar as pessoas que amamos e até aquelas que não são tão chegadas!
    É muito triste quando chega ao ponto do suicídio.
    beijinhos
    Blog Entre Garotas

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Sim, é triste mesmo. 🙁

      Responder

  4. Debora Dahl

    Que linda iniciativa do Setembro amarelo e a sua iniciativa de divulgar e se oferecer de ombro amigo! Eu nao conhecia essa campanha e achei super legal. Ja passei por momentos de depressao e realmente nao e brincadeira. Algo que tem q ser levado muito a serio, e eu creio que o amor pode mesmo salvar em situacoes assim (se o caso nao for clinico, claro) Bjs

    http://www.deboradahl.com

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      É, o amor consegue salvar um pouco mais da metade das coisas né? ❤️

      Responder

  5. Gabriela Dahmer Coitinho

    Sei bem como é, pois tenho um pouco da depressão silenciosa, que é justamente essa que vivo normalmente, mas por dentro, guardo todas as mágoas. Na maior parte do tempo, consigo me manter forte e bem. Mas sempre tem aqueles dias de bad, que tudo dá errado, e esses são os piores dias. Pois é quando tudo vem a tona, a escuridão começa a tentar tomar conta de mim, é horrível demais. Meu peito dói, fico sem ar pois me sinto sufocada. O choro é quase como um grito de socorro, as vezes, até grito pra ver se alivia um pouco dessa dor. Tento colocar tudo pra fora, quando percebo, caio no sono de tão esgotada que fico. E é bem isso que falou, a gente para de tentar conversar sobre, pois sempre escutamos o que não queremos. E as pessoas não entendem, por mais que elas estejam falando coisas legais, não é o que queremos e precisamos ouvir. Na verdade, precisamos ouvir justamente aquilo que queremos e são raras as pessoas que conseguem identificar isso. Eu ficava revoltada, me vinha uma fúria tão grande quando isso acontecia. Eu tentava falar e as pessoas só me diziam palavras que eu já estava ciente, já estava careca de saber. Porque ninguém entende que já sabemos dos fatos, como melhorar, o que fazer (a grande maioria das pessoas), mas não é bem o que precisamos ouvir naquele momento. Amei seu post, Thamy. Vou compartilhar pra mais pessoas lerem.

    Beijos,
    Blog Gaby Dahmer

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Sei bem como é essa silenciosa. Esses dias de bad são os piores mesmo, e é justamente o dia que eu fico procurando alguém pra conversar e ficar botando papo fora, haha! As vezes gritar alivia mesmo, sei bem como é. Sim sim sim, até porque se fosse pra ler ou ouvir coisas que já sabemos, iríamos gravar a conversa pra sempre que estiver na bad, ler ou ouvir né? Enfim, Gaby, saiba que pode contar comigo quando precisar desabafar e/ou conversar mesmo. 😉

      Responder

  6. Vanessa

    Amei essa atenção para esta campanha, sabe muita gente tem depressão e não sabe… muitos suicídios poderiam ser evitados se as pessoas se ouvissem mais.

    Bjinhos,
    ❥ AmigaDelicada.com

    Responder

  7. ray menezes

    Essa iniciativa do Setembro Amarelo é algo que tem que ser veiculado em vários meios de comunicação, Thami. Feliz que você fez um post de tanta qualidade! É um assunto muito delicado, a depressão, mas que tem que ser amplamente discutido. Uma pessoa com depressão precisa de ajuda. Ajuda profissional, de preferência. E até que essa pessoa seja encaminhada à ajuda profissional, infelizmente, tem um caminho árduo pela frente. Normalmente a gente não presta tanta atenção no outro e deixamos passar alguns sinais da doença. É importante estar atento ao seu redor e também ao seu interior. Essa doença é traiçoeira demais. E por mais que algumas pessoas não entendam que a depressão de fato é uma doença, ela é e precisa ser tratada como tal. Enfim.. é importante falar, desabafar e também ouvir e ser atento aos sinais, essas quatro coisinhas podem salvar vidas.

    Um beijo grande!
    Hey, Maria! | Fanpage

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Sim, é importante discutir sobre o assunto e perceber os outros ao nosso redor. Normalmente só olhamos para nós mesmas, esquecendo do outro que está do nosso lado. Por isso achei interessante essas dicas e estou compartilhando aqui pra todo mundo ficar atento a cada post e perceber isso mesmo que pela internet. 😉

      Responder

  8. Cleber Eldridge

    Não foi, nunca foi, nunca será,já sofri de depressão, hoje estou curado mas, a mercê da vida, de levar um baque e voltar, luto contra isso todo santo dia, então depressão não é drama mesmo.

    clebereldridge.blogspot.com.br

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      É uma luta constante mesmo, Cleber. Infelizmente. 🙁

      Responder

  9. Camila Faria

    Triste pensar que algumas pessoas acreditam que depressão é frescura. 🙁
    Adorei o post Thami, ficou completíssimo, cheio de informações interessantes e importantes para quem está passando por isso. Que ele ajude muitas pessoas! <3 <3 <3

    Responder

  10. Emerson

    Adorei o post. Bem importante você trazer esse tema. Gostei da forma diferente que você o abordou e das imagens que utilizou.

    Até mais,
    Emerson Garcia

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Obrigada, Emerson!

      Responder

  11. Mis

    Thami, que post incrível. Um dos mais completos que eu li sobre o assunto!

    Setembro é provavelmente o mês que mais me deixa com a sensação de que estou sendo inútil, que não tô fazendo o suficiente, simplesmente porque não me sinto preparada pra abrir as portas e dizer “podem vir desabafar comigo”. Tenho muito medo de falar a coisa errada e piorar a situação, sabe? Depressão não é brincadeira MESMO, então acho que sempre deveríamos fazer questão de que essas pessoas fossem ao psicólogo, mas pra compensar sei que tem muita gente por aí que se sente confiante para ajudar as pessoas pessoas com depressão, e isso me conforta um pouquinho. Inclusive, obrigada por ser uma delas, rs.

    Beijão!
    milenaschabat.blogspot.com

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Ah, Mis, quando você se sentir confortável em “abrir as portas”, você vai fazer isso com facilidade. Tenho certeza! 😉 O certo é as pessoas irem direto à um profissional mesmo, mas nem todo mundo admite que precisa de ajuda e aí o caminho mais fácil é desabafar com amigos ou com pessoas que você tem certeza que podem te confortar. E saiba que quando você precisar, pode me chamar no chat, dm, o que for. 😀

      Responder

  12. Mariana Menezes

    Que assunto importante que tu abordou, Thami. Achei incrível a forma como colocou as palavras, de verdade. Depressão não é brincadeira, fingimento ou drama. Um conhecido meu (fomos próximos uma época) cometeu suicídio no ano passado. Foi bem chocante pra todo mundo. Ele era como tu falou, vivia cercado de amigos, ninguém dizia que ele passava por isso. Depois fiquei sabendo por pessoas mais próximas a ele que ele acabava sofrendo em silêncio pois se sentia muito sozinho. Mesmo não sendo próxima dele, me senti péssima, como se eu devesse ter ajudado, evitado isso, sabe? É terrível. Sempre precisamos nos colocar no lugar do outro e ouvir, tentar ajudar. Não dizer que “vai passar” pois isso não ajuda… é realmente complicado, não sabemos muito bem o que fazer. Mas JAMAIS podemos deixar a pessoa de lado e fazer com que ela conviva sozinha com a dor.

    Beijos.

    Letras na Gaveta

    Responder

  13. Lulu on the sky

    Depressão é algo sério e merece ser tratada. O apoio dos amigos e família é fundamental.
    Big Beijos,
    LULU ON THE SKY

    Responder

  14. Gabriela Farias Soares

    Thami, que post importante e maravilhoso! Gostei muitos das informações contidas nele, muitas coisas eu nem sabia. Depressão e suicídio são assuntos sérios pra caramba, acho importante esse diálogo e também essa campanha, mas é como você disse, não adianta reclamar o ano todo e só “se importar” em setembro, né? Mas é aquilo, o fato de existir essa campanha já é incrível por fazer as pessoas falarem sobre isso, agora só falta fazermos essa conscientização durar o ano todo! Ah, e que amor tua iniciativa de disponibilizar teu e-mail, espero muito que isso ajude muita gente! <3
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

    Responder

  15. Duane

    Meu comentário desse post foi lá no post dos looks, isso que dá ler vários posts ao mesmo tempo x.x O que vale é a intenção, né? HAHAH.

    Responder

  16. Amanda

    Thami, que post maravilhoso! Parabéns pela iniciativa e precisamos sim falar sobre depressão/suicídio, etc.
    Gostei bastante dessas informações nas ilustrações, muito bom! E realmente, não adianta explodir o ano inteiro com o coleguinha que está passando por alguma dificuldade e no mês de Setembro compartilhar no Facebook “se você precisar, estou aqui” etc e tal. Infelizmente, tem muita gente que não está disposta a ouvir e tem muita gente que não entende a dor do outro e que acha que depressão é frescura. Eu fico feliz de saber que existe essa campanha, porque ela pode ajudar muitas pessoas. Mas fico mais feliz ainda de saber que existem pessoas como você, que está disposta a ajudar e muito bacana tu disponibilizar o teu e-mail, espero que ajude muita gente. Empatia é tudo e o MUNDO em si tá precisando!
    “Então, em vez de julgar, pratique mais empatia.” ARRASOU! <3

    Beijos, quebrarosilencio.blogspot.com ❥

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *