Eu vi: Mulher-Maravilha

Aproveitei aquela promoção linda de toda segunda-feira no cinema para assistir ao filme da Mulher-Maravilha. Aprendi a não criar muitas expectativas quando vou ver os filmes em geral, com esse não foi diferente. Vi muita gente elogiando, mas não me deixei levar por isso, fui sem expectativa, apenas para assistir e ver como é.

Sinopse: Antes de ser Mulher-Maravilha, ela era Diana, princesa das Amazonas, treinada para ser uma guerreira imbatível. Criada numa ilha paraíso protegida e escondida, tudo muda quando um piloto americano chega em seu território e avisa sobre um grande conflito tomando forma no mundo. Diana deixa seu lar convencida de que pode impedir a ameaça crescente. Lutando ao lado dos homens em uma guerra para dar fim a todas as outras, Diana descobre seus poderes… e seu destino.

Agora que vi, só posso dizer uma coisa: INCRÍVEL!

Não é só uma história de origem, é uma referência. Além de ser o primeiro filme de uma super-heroína, tinha o famoso rumor de que Mulher-Maravilha seria uma adaptação complicada. Tinha muito peso em cima de toda a equipe que trabalhou no filme. Afinal, precisava alcançar toda a expectativa, não só pelo bem da parceria da DC Comic e Warner, mas também para levantar a bandeira do empoderamento feminino (é claro).

A história das amazonas foi contada de forma fácil de entender e é a base do filme, então quem não entender ali, não vai entender mais nada. Logo no começo também descobrimos mais sobre Themyscira, que é uma civilização de mulheres guerreiras criadas por Zeus. É uma ilha paradisíaca que elas vivem sem “a contaminação do homem”. A gente pega QUASE toda a história de infância da Diana no começo, porque aí sim, durante o filme, vamos ver toda a história desde a infância.

O filme se passa durante a Primeira Guerra Mundial. A primeira grande guerra é muito mais perigosa em termos de motivação de nações, conseguindo destruir a estrutura entre Aliados/Eixo (alô, aula de história!). Isso fica muito claro quando Diana chega em Londres e confronta um general inglês sobre as decisões dele.

Ao longo do filme a gente vê o amadurecimento da super-heroína, já que ela tem a bondade, nobreza e ingenuidade de ter sido criada em uma ilha perfeitamente estruturada e livre de preconceitos, porque na ilha existem amazonas de todas as etnias e cada uma ocupa uma posição de destaque.

Gostei MUITO que a Diana não foi sexualizada ou objetificada. Fiquei com muito receio de isso acontecer, mas OBRIGADA, DC COMICS! O fato da roupa dela de combate ser mais curtinha é por ser mais fácil para ela lutar, e ela deixa isso bem claro em algumas cenas do filme. Gostei que em nenhum momento deram foco em peito ou bunda, foi um foco total na luta e nos poderes dela.

Sobre os atores, acho que foram sabiamente escolhidos. Gal Gadot é literalmente uma super mulher, incrivelmente linda! E o Chris Pine que nunca decepciona, um rostinho lindo de se ver. Depois que vi a atuação do David Thewlis em Harry Potter pensei que ali seria o limite, mas não. Nesse filme, como Sir. Patrick, se superou mais ainda.

Nas locações tivemos Itália, Reino Unido e França. Uma boa fotografia. Os efeitos especiais dão mais intensidade ao filme. As cenas de luta não fogem do que a gente já tá acostumado a ver nesse gênero de filme. O efeito slow-motion e todos os movimentos de câmera serviu para a gente se aproximar ainda mais do filme.

Não tem cena pós créditos, então podem sair tranquilamente da sala de cinema. A DC Comics tem uma abordagem mais diferenciada da Marvel. De três filmes lançados, apenas o Esquadrão Suicida teve uma cena adicional depois dos créditos, mas parece que isso não é prioridade para o estúdio. O produtor Charles Roven disse à uma coletiva de imprensa que não colocou cena depois dos créditos por não quererem se sentir forçados  fazer algo só porque não fizeram no passado.

Ouvi dizerem que esse é o melhor filme da DC Comics, de todos os super-heróis. Graças a fontes confiáveis (meu amigo nerd, Matheus), já foi confirmado um segundo filme da Mulher-Maravilho. Acredito que seja já mostrando ela no mundo atual. Então, já estou esperando ansiosamente e também já sei que vou esperar deitada mesmo.

E aí? Já assistiram a esse filme? Querem assistir? Comentem aqui!

Fonte sobre a coletiva de imprensa: Legião dos Heróis

Thami Sgalbiero

Leonina, botafoguense, enrolada, confusa e distraída. Ama ver, ler e falar sobre moda (mesmo não sendo expert no assunto). Sonha em ser atriz, mas enquanto esse sonho não se realiza, fica apenas no blog mesmo.

23 thoughts on “Eu vi: Mulher-Maravilha

  1. Lilian Moraes

    Vou ver sexta feira, estou bem ansiosa porque só li coisas positivas sobre o filme. Confesso que não sou tão fã dos filmes do universo marvel, mas esse parece ser legal.

    Beijos
    http://orangelily.com.br/

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Esse é diferente, capaz de você gostar. Porque é da DC Comics com a Warner Bros.

      Responder

  2. Amanda Hillerman

    Thamiiiii! Concordo em tudo com a sua resenha, também acho que dá para resumir em “incrível”!
    Beijos!!
    Blog Amanda Hillerman

    Responder

  3. Lívia Madeira

    olha, eu que nem gosto mt de filmes de herois to DOIDA pra assistir esse, parece msm MUITO incrivel!

    http://www.tofucolorido.com.br
    http://www.facebook.com/blogtofucolorido

    Responder

  4. Fernanda

    Olá Thami,

    Quero assisti este filme!! A trilha sonora é ótima!!

    Vim convidá-la a participar do sorteio de 9 anos do blog. Te Espero lá!!

    Um beijo,

    http://www.purestyle.com.br

    Responder

  5. Bel

    Oi Thami,
    Eu vi o filme ontem e amei! Concordo com tudo o que você disse sobre o filme. Fiquei emocionada por ver uma mulher lutando e ‘salvando o dia’ como ela faz. Amei a Gal Gadot e o Chris Pine e as amazonas também.

    Bjs
    http://belsantanna.com/

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Salvando o dia de forma linda focando na luta digna né? Também adorei!

      Responder

  6. Gabs Dutra

    Eu vi, fiz resenha também, até agora to tremendo kkkk
    amei muito > http://www.seteprimaveras.com

    Responder

  7. Sté Maciel

    TÔ DOIDA PRA ASSSSSSSSSSSSSSSSSISTIR <3

    Beijão, mariasabetudo

    Responder

  8. Duane

    Nossa, que demais! Eu não estava muito animada pra ver porque sou meio lerda com esse negócio de DC, Marvel e afins, mas cara, que foda eles não terem sexualizado ela e ainda trazido a tona temas importantes, relembrando também um pouco das aulas de história. Já quero assistir <3
    Beijos!

    claramenteinsana.com

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Sim, muito bom o filme! Assiste e depois me conta também 😉

      Responder

  9. Laissa Lambert

    Deve ser muito bom esse filme! Já quero ver agora haha! Olha esses efeitos especiais, que mara <3
    http://www.boas-depapo.blogspot.com

    Responder

  10. Gabriela Dahmer Coitinho

    Esse filme estreia aqui na minha cidade somente amanhã e estou pretendendo ir. Já irei com bastante expectativa, pois quando assisti Batman X Superman, deu para ver a força dela e o quanto prometeria ser um filme maravilhoso. Só pelo trailer já dá para arrepiar e roer as unhas de ansiedade.

    Beijos,
    Última postagemBlog Gaby DahmerFanpage

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Né? O trailer já faz a gente arrepiar. Vale a pena ver no cinema, tá muito bom!

      Responder

  11. Cristiane Andrade

    Confesso não ser super fã de filme de super herói e quando soube que ia lançar esse nem fiquei muito empolgada. Até gostei do último filme de herói que vi “doutor estranho” mas como já disse antes não sou super fã..
    Amei sua resenha cheia de detalhes e também fiquei feliz em saber que o corpo dela não foi sexualizado! Agora fiquei com vontade de assistir! 🙂
    http://www.corujasemasas.com.br
    Beijos. <3

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      É, esse tá diferente dos outros de super herói, tá muito bom mesmo, haha!

      Responder

  12. Emerson

    Adorei a resenha e o seu ponto de vista. Preciso ver esse filme.
    Bom final de semana!

    Até mais,
    Emerson Garcia

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Responder

  13. Marilia Pessoa

    Ameeeeeeeeeeeeeeeei sua resenha! Bem completinha e agradável de ler. E me deixou com mais vontade ainda de ver o filme! Preciso ir no cinema logo, só elogios a esse filme maravilhoso e essa Mulher Maravilha incrível!
    bjs
    blogtrashrock.com

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      E eu quero assistir de novo, haha!

      Responder

  14. camilla Marques

    OI Thami, ainda não consegui ver o filme, porque os cinemas aqui da minha cidade estão mega lotados!! Poxa tá difícil, mas quero muito assistir, amo a heroína e eu era obcecada pela série de tv que era exibida na warner, a série é dos anos 70, mas é mara!! Bjs

    http://www.decoturnoespikes.com.br

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Não vi essa série, mas to quase pesquisando pra ver. Porque quero saber mais sobre a história dela.

      Responder

  15. hellz

    OI THAMI

    VOLTEEEEI EI EI EI!

    então…. como você disse: Achei muito legal também o fato de não hiperssexualizarem a personagem e sempre deixar bem claro que a roupa curta é pra facilitar nos movimentos e tal (foi difícil ver que a Arlequina não teve a mesma sorte, tendo altos closes em peito e bunda e enfim…).
    MAS.. como eu sou uma mocinha estranha, preciso dizer que as vezes a Diana me irritou um pouco com a inocencia exacerbada. “ME LEVE A ARES”, “PRECISAMOS SALVAR AS PESSOAS”, “CHEGAMOS A GUERRA?”. Eu fiquei um pouco irritadinha, desculpa HAHAHAHAH
    mas no mais é um filme muito bom SIM!

    beeeeeeeeeijo
    e ce sabe que o domínio mudou, né?
    http://www.beinghellz.com.br

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Sim, a Arlequina foi super sexualizada no filme Esquadrão Suicida, mas não sei se isso foi de propósito pra ela ser uma vilã sexy e tal. Ah sim, eu também fiquei um pouquinho irritada com essas partes da inocência dela, mas nada demais, hahaha!

      To vendo o domínio mudado 😀 que bom que conseguiu voltar! Tava sentindo falta dos seus posts e comentários, haha!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *