5 rompimentos para ser mais saudável e mais feliz

Normalmente quando a gente fala em rompimento, pensamos logo em algo ruim né? Mas nem sempre é assim. Na verdade, um rompimento às vezes é um passo, ou um salto gigante, na direção certa, tipo o rompimento de um ano para começar um novo.

 

Agora, com uma mentalidade clara e fresca alimentada pelo novo ano que chegou, considere os rompimentos táticas conscientes para uma vida mais saudável e, posteriormente, uma versão mais feliz de você mesmo.

 

Solidão
A solidão pode te fazer incapaz às vezes. Mas em vez de permitir que a solidão se transforme em um desespero esmagador, eu te encorajo a lutar contra isso.

Se alguém que você se afastou têm ficado na sua mente, por que não dizer “Olá”, mesmo que seja só online. Embora possa ser difícil se tornar vulnerável e iniciar uma reconexão, você pode apenas encontrar essa pessoa que já conhece você e, com isso, começa a ficar mais fácil.

Ou se você se mudou recentemente e não conhece uma única pessoa fora da sala de aula ou ambiente de trabalho, ou talvez você ainda está na sua cidade de infância, mas se sente sozinha, poderia fazer uma nova amizade. Seja qual for o cenário, ir em balada ou bar e/ou festas locais, é possível encontrar pessoas com ideias semelhantes, com interesses semelhantes, ou seja, já é uma base sólida para construir amizades.

 

Relacionamentos tóxicos
À medida que você vai envelhecendo, as pessoas se afastam, os horários crescem mais e o tempo livre diminui, a realidade é que é preciso filtrar quem você pode se permitir e realmente quer manter por perto.

Quando você perceber que um relacionamento se tornou mais um fardo do que um vínculo, pode começar a refletir. Isso não é fácil, mas você vai estar fazendo um favor a pessoa e a você também. Um relacionamento saudável é uma rua de mão dupla, benéfica para ambas as partes envolvidas. Se alguém prejudica o seu bem estar, então essa pessoa já não está se importando realmente com você. Conheça mais a sua auto estima e faça um esforço para reconhecer ela todos os dias.

Sobrecarga de tecnologia e mídia social
O smartphone se transformou em um apêndice adicional. Mas ao invés de ser fixado em um mundo digital, recomendo desfrutar mais do mundo real que está passando aí na sua frente.
Vá para rua, respire um ar fresco. Pegue um bom livro e leia suas páginas sem interrupção constante. Coloque o celular longe e no modo silencioso quando estiver na companhia de outras pessoas para praticar a arte de ouvir. Esteja presente. Geralmente dá pra responder as mensagens, e-mails e “menções” depois.
Já aconteceu de você estar relaxando na cama e distraidamente percorrendo seu feed do Instagram de repente seu celular acidentalmente caiu no seu rosto? (Acontece com todo mundo, eu sei. E dói.) Mas além disso, o uso da tecnologia e sua luz estão realmente fazendo mais danos. Você já deve tá cansado de saber que a luz do celular joga o sono pra longe né?

Dê para o seu celular um toque de recolher estrito ou, melhor ainda, tente banir ele completamente do quarto, principalmente na hora que for dormir.

 

Despesas sem restrições em refeições e bebidas
Comer um pouco de sushi aqui, um almoço com as meninas lá, um salgado na lanchonete ali. Todas essas compras, grandes ou pequenas, somam no final. Dá uma olhada no seu extrato bancário. Você vai ficar chocado. Lembro de quando comecei a estagiar, fui pegar as notinhas de todas as compras que eu tinha feito no mês e me surpreendi com mais da metade sendo apenas despesas com refeições e bebidas.

Tudo que você tem que fazer é abaixar a cabeça ou literalmente virar a cara quando passar por alguma praça de alimentação ou mercado. Pensa só: Por que não investir uma pequena fração do que você ganha para abastecer suas necessidades como arroz, feijão, coisas pra dieta e, em seguida, jogar o resto em uma poupança e investir na sua saúde fazendo aulas fitness, seja academia ou alguma modalidade que goste e seja divertido e/ou comprar algo ainda mais emocionante como uma viagem para o exterior.

Diminua a quantidade de vezes que você come fora, para comer o que você realmente deseja comer em um restaurante uma vez só. Tente ir apenas uma vez por mês à um restaurante um pouco mais, mas não sempre, só uma vez por mês. Também se tiver um planejamento cuidadoso, uma ida ao supermercado pode ter menos sobrecargas.

 

Roupa da moda e preço baixo
Ao invés de sair gastando em roupas do moda, por que não investir em clássicos que vão ficar em alta pelo menos até o final do ano e pode funcionar bem com outras peças do seu guarda roupa. Uma calça jeans, uma blusa preta de alcinha, uma bolsa de couro falso e tênis, esses são os itens essenciais e que provavelmente permanecerão em alta. Ou, se os itens mencionados não são o seu estilo, decida qual é a sua versão de “clássicos”.

Durante as compras, pergunte a si mesmo: “Quantas vezes vou poder/querer usar isso?”. Apesar da voz na sua cabeça protestar que a saia vai ficar incrível com aquela blusinha que você já tem, pense em quantas outras peças você vai poder usar com aquela saia. Ultimamente quando vou nas lojas, pego uma peça e penso em 3 peças que eu já tenha no guarda roupa para usar junto com aquela peça que peguei. Se eu conseguir pensar em, pelo menos, 3 ou mais peças pra usar, eu compro. Caso isso não aconteça, eu deixo a peça mesmo ela tendo ficado incrível no meu corpo ou mesmo que seja uma peça linda e única.

Além disso, os preços baixos podem ser realmente tentadores, mas outro fator decisivo de uma compra deve ser a qualidade. Evite materiais que vão rasgar ou encolher na segunda lavagem e repare se a peça está realmente em boas condições, porque as vezes os preços abaixam por algum defeito na roupa ou por ser de uma coleção da estação passada que você só deve usar no ano que vem.

E aí? O que você vai precisar romper esse ano pra ser mais saudável e ficar mais feliz? Algumas dessas coisas que eu citei no post? Ou outras? Comentem aqui!

Thami Sgalbiero

Leonina, botafoguense, enrolada, confusa e distraída. Ama ver, ler e falar sobre moda (mesmo não sendo expert no assunto). Sonha em ser atriz, mas enquanto esse sonho não se realiza, fica apenas no blog mesmo.

49 thoughts on “5 rompimentos para ser mais saudável e mais feliz

  1. Lorraine

    Gastos com comida é uma das coisas mais dificeis mesmo.. uma bobeirinha aqui, um jantarzinho lá e a conta no final do mês enorme 🙁 essa das roupas da moda até que não me pega tanto. Tanta preguiça de shopping que passo teeempos sem comprar hahahah

    beeeijo :*

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Já eu adoro shopping, não posso ir que com certeza vou gastar. Isso que é ruim e preciso me segurar, e a tendência é sempre gastar com comida, só com besteira.

      Responder

  2. Isabella Lessa

    Gastos com comida é p fim, o meu no caso. Nunca consegui me controlar, cara é mais forte do que eu! Mas vai dar tudo certo, me coloquei algumas metas e espero conseguir cumpri-las.

    Beijão ;*

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      É, comigo também. As vezes nem estou com fome, mas compro a besteira pra comer mesmo assim, hahaha! Também comecei a me controlar, espero que dê certo.

      Responder

  3. Pâmela Lepletier

    O último é perfeito pra mim tenho que notar mais isso.
    E gastos com comida e bebidas, cara quando vejo as notinhas do cartão é inevitável. Tem algo que eu não meço é gasto com comida, mas tenho que parar com isso. haha
    Adorei os 5 rompimentos, ótimas dicas.
    Beijos!
    Blog Pam Lepletier

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      É, com comida é triste, porque a gente vai comprando as besteirinhas baratinhas e quando vê no final do mês, foi com o que mais a gente gastou né? Temos que nos controlar, Pam!!!

      Responder

  4. .lívia.

    adorei esse post, sao coisas que devemos prestar atenção, romper para ter uma vida melhor

    http://www.tofucolorido.com.br
    http://www.facebook.com/blogtofucolorido

    Responder

  5. Boas de Papo

    Post super útil Thami, adorei! O meu caso é mais gastos com comida e solidão também!
    Boas de Papo

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Vamos trabalhar nisso para melhorar né?

      Responder

  6. Camila Faria

    Oi Thami, esse ano eu pretendo romper um pouco com a preguiça ~ especialmente no calor, quando sair de um ambiente refrigerado é uma tortura. Mas vamos lá, quero ser uma pessoa mais outdoor esse ano!

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Ah, no calor infelizmente a gente tem que lutar contra mesmo. Isso aí!

      Responder

  7. Simone Benvindo

    Quero romper com os gastos desnecessários. Se eu tivesse juntado aposto que já teria uma casa. Fé em Deus e determinação, é o que eu mais quero no momento. Amei o post, super reflexivo.
    Charme-se

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Sim, penso nisso dos gastos também. Se eu não gastasse tanto desnecessariamente, teria como comprar coisas maiores. Temos que ter determinação mesmo.

      Responder

  8. Esther De Sa

    Olá Thami, tudo bem?
    Amei o post! E se tem algo que preciso romper é a sobrecarga de tecnologia e mídia social. Espero conseguir diminuir né?!
    Beijos!

    http://excentricagarota.blogspot.com.br

    Responder

  9. Gabs Dutra

    Sobre eu ter amado esse texto *0*
    como você disse né. Eu não vejo o rompimento como algo ruim e como você vejo ele como um salto, sabe mudar e romper certas coisas trás outras muito melhores.

    Beijão :*
    Blog >> http://www.seteprimaveras.com

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      É exatamente isso, romper algo ruim para abrir portas para novas conquistas e sucessos.

      Responder

  10. Beatriz

    Oi, Thami!
    A coisa mais difícil que eu preciso fazer é romper com a solidão. Tenho o costume de fugir de ser a responsável por reconexões e, por isso, acabo me afastando de gente que eu gosto bastante. Pelo menos, em 2016, já me livrei de relacionamentos tóxicos e de gastos extras como roupas desnecessárias 😀 Suas dicas são muito boas mesmo! Beijinhos, Beatriz.

    O Diário de uma Escritora Iniciante

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Ah, sei bem como é isso de só você fazer a reconexão com a pessoa, que se você não fizer, a pessoa pouco se importa :/ Também to me livrando dessas pessoas tóxicas e dos gastos com roupas, to conseguindo me segurar um pouco mais. Espero que eu permaneça assim e só melhore mais daqui pra frente, hahaha. Obrigada, Beatriz!

      Responder

  11. Barb Furtado

    Sem dúvida eu terei que lutar contra a 'Sobrecarga de tecnologia e mídia social'. Sou completamente viciada no meu celular e isso às vezes até chega a ser irritante tanto para mim quanto para as pessoas que estão ao meu redor.
    Eu gostei bastante das tuas dicas Thami <3

    Beijos
    barbfurtado.blogspot.com

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Sim, isso acaba afetando até quem está com a gente :/ Obrigada, Barb! <3

      Responder

  12. Ingrid Lourenço

    Hey, Thami!
    Amei o texto inspiracional. Mais uma vez parece que estou lendo um texto que eu mesma fiz.
    Hmm não sei o que preciso fazer para o ano de 2017 ser mais saudável e feliz… mas sei que em 2016 eu ~eliminei~ os relacionamentos tóxicos, e na vida sou muito chata na hora de gastar meu dinheiro com comida. Tem que ser a comida e eu tenho que estar com bastante fome para ceder hehe :B
    A sobrecarga de tecnologia e mídia social nem me identifiquei, porque direto fico sem nem ver meu celular pela casa e até perco quando preciso dele :p Roupa da moda e preço baixo são meus sobrenomes oahsdouashduosah amo fast fashion hihi
    Beeeijos,

    @utopiananuvem
    http://www.utopiananuvem.com.br/

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Obrigada, Ingrid! Então, você é uma pessoa forte, hahaha! Eu não consigo segurar o dinheiro com comida, hahahaha! Eu não posso perder meu celular que eu fico maluca, hahaha! Seus amigos devem ficar malucos por você demorar pra responder mensagem deles, não? 😛 HAHAHA!

      Responder

  13. Tamara Mansur

    Oláá! tudo bem?
    Nossa, muito bom o seu texto! Quero levar muitas coisas para minha vida! Mas olha, difícil essa parte de voltar a falar com quem me afastei, porque, na maioria das vezes, é decorrente justamente do que fala depois, o relacionamento tóxico.. Tenho que refletir mais sobre isso.
    Eu ri do celular que cai na cara.. sempre acontece comigo hahahah eu até tento às vezes ser presente, mas ninguém é. então acabo ficando sozinha olhando para a parede, então pego o celular novamente. Mas a hora de ler um livro é sagrada! 🙂
    Eu seempre (tá, quase sempre) faço isso de pensar em 3 formas diferentes de usar a roupa.
    Ah, uma coisa que preciso mesmo fazer é parar de comer tanto na rua.. ALém de economizar, a gente come de forma mais saudável em casa ^^
    beeijo

    http://lecaferouge.blogspot.com.br/

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Então, tem que saber separar as coisas. Se você se distanciou por ser um relacionamento tóxico, realmente não tem o por quê você voltar a falar, pode dar um tempo e procurar a pessoa depois, sabe? Sim, isso de reduzir com o que gasta com comida ajuda tanto na saúde quanto no bolso né? Hahaha! Obrigada, Tamara!

      Responder

  14. Mayara Vieira

    Adorei!! Estou nessa! Quero muito conseguir romper tudo isso também. Um feliz 2017 pra você! Bjs

    http://www.mayaravieira.com.br

    Responder

  15. Gaby Dahmer

    Ih, amiga (já sou íntima, então dá licença que chamarei assim, sim senhora), acho que terei que romper com basicamente tudo.
    Solidão está em processo, já comecei a fazer isso alguns meses atrás e estou cada vez mais colocando a cara da rua, isso tem me feito bem.
    Relacionamentos tóxicos eu já rompi e sou quase graduanda nisso, rs.
    Sobre tecnologia e mídia social, eu preciso melhorar muito, porém muitas vezes eu só mexo mesmo e atualizo a noite, antes de dormir, então complica. Mas o que prejudica muito é o blog, passo muito tempo aqui, estou até pensando em diminuir os dias de postagem no blog e mexer só quando eu postar mesmo.
    Despesas sem restrições e roupas da moda nessas eu nunca tive problema, rs.

    Beijos,
    Blog Gaby DahmerFanpage

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Pode chamar de amiga sim, senhora! Hahaha! Pois é, preciso urgentemente colocar a "cara na rua" e parar de ter vergonha de pedir pizza pelo telefone, hahahaha! Já é graduada nisso? Me ensina, então! Você mexe nas mídias sociais na "pior hora" pro seu sono, tipo eu 😛 e o segredo pra ficar menos tempo cuidando do blog é você adiantar tudo, posts e deixar os comentários respondidos em dia, sabe? Não deixar com que vire uma bola de neve. O resto você consegue fácil 😉

      Responder

  16. Natali Loure

    Esse ano de pouquinho em pouquinho, estou tentando não romper , mas dar um tempo de tecnologia, seja celular , calculadora , televisão, acho que a vida é muito mais que isso e tem tanta coisa que da pra fazer com o tempo que gastamos com isso que quando se nota da até um susto … amei seu post ♡

    http://www.nataliloure.com.br

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Verdade. Às vezes me pego mexendo no celular no meio da rua, sem necessidade, aí falo comigo mesma na minha cabeça "Preciso fazer isso agora?" Hahahah! Obrigada, Natali!

      Responder

  17. Luiza Nunes

    Vendo essas coisas por outro lado e bem bacana pensar desse modo, até porque nos mulheres já temos um certo brilho no olho por gastar com algo que nos satisfaz naquele momento e depois não queremos mais e hoje em dia a moda muda muito rapido, as jogadas de marketing está cada dia nos empurrando e fazendo nos acreditarmos que precisamos de algo que de certo caso não precisamos. Gostei bastante do seu post é muito reflexivo!

    http://analununesc.blogspot.com.br/

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Verdade, a estratégia de marketing e a publicidade de tudo, não estão de brincadeira, estão atingindo pesado o público alvo né? Digo isso por experiência própria pelos dois lados, porque estudo muito isso também, por cursar Publicidade e Propaganda, acabo vendo muito isso. E as vezes me pego gastando só por estar mal com algo e aí me "satisfaço" gastando dinheiro, bem ruim isso. Tô começando a me controlar 😉 obrigada, Luiza!

      Responder

  18. Marília Pessoa

    Muita dica maravilhosa que faz uma diferença enormeee!! Comprar só peças essenciais que você vai realmente usar, se livrar de relacionamentos tóxicos de gente que não nos valoriza e só nos põe pra baixo, lembrar dos migos…
    gostei muito do seu post!!
    bjs
    blogtrashrock.com

    Responder

  19. Gabriela Sandi

    Que mais postagem mais linda para começar meu ano, eu realmente preciso me desprender de muita coisa que me faz mal, mas ainda faltava coragem para fazer isso, acho que vou começar a tomar decisões, obrigada ♥
    XOXO, Gabbi Sandi
    Blog "Feche a Porta"

    Responder

  20. Lilian Moraes

    Eu ainda bem, não costumo sofrer com gastos com comida, não costumo comer muito fora nos finais de semana. Como já como fora a semana toda com um valor x que a empresa fornece, nos fds eu só quero comer em casa hahaha. Uma grande dica é cortar pessoas tóxicas, trabalhei nisso no ano que passou e melhorou muito a minha vida.

    Beijos
    http://orangelily.com.br/

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Já sei como é isso, assim, nunca tive vale refeição nas empresas que eu trabalhei, mas sei que seria bem assim. Uma hora eu sentiria falta da comida caseira mesmo </3 e sim, cortas as pessoas tóxicas faz uma diferença enorme!

      Responder

  21. Natalia

    Excelente post! Me fez refletir sobre algumas coisas…

    Responder

  22. Julie Chagas

    Preciso fazer diversos rompimentos esse ano, em especial com comidas e bebidas! Pensa que eu gasto um dinheiro lerdo nisso? Sem dúvidas, é onde mais gasto dinheiro 😡

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      É, entre roupa e comida, acho que também gasto mais com comida. Disparadamente, hahaha!

      Responder

  23. Taís Queres

    Adorei o post! Muito bem escrito. Já rompi com várias redes sociais, que por mais que me ajudasse na divulgação do blog, estava me fazendo muito mal. E com relacionamentos tóxicos também. Amor próprio é tudo. Preciso melhorar mais quando o assunto é romper com a solidão. Já fui diagnosticada com depressão, é realmente muito complicado e desgastante.
    bjss

    https://devaneiosdeinverno.blogspot.com.br/

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Obrigada, Taís! Também já tive depressão e desgasta demais mesmo, te entendo.

      Responder

  24. Madame Brasil

    Adorei este post! Acho que para resumir, precisamos ser mais conscientes. Não adianta sair gastando e depois se perguntar onde foi o dinheiro; ficar grudado no celular e depois se perguntar por que falta assunto. Beijos e Feliz Ano Novo!

    http://madamebr.com

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      É isso aí! Principalmente seu seguindo exemplo. Obrigada!

      Responder

  25. Jovem Jornalista

    O difícil é romper com tudo isso, já que estamos bem acostumados. Gostei das dicas.

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Responder

  26. Hey I'm With The Band

    Amei as dicas!!!
    Principalmente sobre as tecnologias, tem tanta coisa legal pra se ve em vez de ver através de telas…

    https://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    Responder

  27. Bruna WB

    Thami! Eu sei que estou em falta com seu blog (é porque mudei de emprego, viajei, peguei projetos novos, etc., tudo de uma vez), mas eu leio sempre pelo feedly e, dias atrás, esse seu post me fez refletir muito. Seguindo esses 5 pontos que você mencionou, muita coisa já muda, né? Estou precisando trabalhar no primeiro e no terceiro. Como eu (finalmente) consegui colocar o Moderando no ar de novo, vou linkar seu post em um nosso para o fds, pode ser?
    Beijos!

    Responder

    1. Thami Sgalbiero

      Tá tudo certo, Bruna. Fico feliz que esteja nessa correria, porque aí quer dizer que sua vida tá andando pra frente né? Hahaha! Esses 5 pontos já melhoram a vida demais, nem que seja por um dia. Claro que pode 😀 fico feliz! Me manda o link depois, tá?

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *